Mais de 300 mil pessoas sofrem com diabetes em Goiás
18/11/2018 20:18 em Goiás

Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 300 mil pessoas sofrem com diabetes em Goiás, sendo que entre os anos de 2010 e 2016, a doença fez 10.493 vítimas no estado. Ainda de acordo com a pesquisa, entre as capitais brasileiras, Goiânia se destaca com o maior número de diabéticos, sendo 7,2%. Os dados revelam ainda que, na capital, o percentual de homens diagnosticados com diabetes aumentou 76%, entre os anos de 2006 e 2017.

Em relação aos pré-diabéticos, a Sociedade Brasileira de Diabetes estima que 40 milhões de brasileiros possuem o nível elevado de glicemia de jejum, variando entre 100 e 125 mg/dl; e que 25% deste total pode desenvolver o diabetes tipo II.

Hoje, os brasileiros consomem 50% a mais de açúcar do que o recomendado, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ou seja, por dia, cada pessoa consome em média 18 colheres de chá do produto, quando o recomendado seria até 12. Esse hábito tem impactado no aumento do diabetes nos últimos anos, que de acordo com a Pesquisa Vigitel 2017 cresceu 54% nos homens e 28,5% nas mulheres.

Combate ao diabetes

Uma das principais formas de prevenir o desenvolvimento da doença crônica, é manter uma boa alimentação, exercícios regulares e outros hábitos saudáveis, uma vez que as altas taxas de glicose podem levar a complicações no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos.

No último dia 14 de novembro, foi considerado o Dia Mundial do Diabetes, data instituída para reforçar a prevenção e tratamento da doença. Com isso, o Ministério da Saúde reforçou a importância de uma alimentação adequada e de qualidade, com base no Guia Alimentar para a População Brasil, que pode diminuir a incidência e controle ao pré-diabetes, evitando assim que ele evolua para o tipo II da doença.

Veja abaixo algumas dicas:

– Alimentação adequada com baixo teor de açúcar e ingestão de alimentos não processados;

– Manter hábitos saudáveis e praticar atividades físicas;

– Refeições devem ser feitas em horários semelhantes todos os dias e consumidas com atenção e sem pressa;

– Pré-diabéticos devem optar por água, leite e frutas no lugar de refrigerantes, bebidas lácteas e biscoitos recheados;

– Não troque comida feita na hora (caldos, sopas, saladas, molhos, arroz e feijão, macarronada, refogados de legumes e verduras, farofas, tortas) por produtos como sopas “de pacote”, macarrão “instantâneo”, pratos congelados prontos para aquecer, sanduíches, frios e embutidos, maioneses e molhos industrializados, misturas prontas para tortas);

– E fique com sobremesas caseiras, dispensando as industrializadas.

COMENTÁRIOS